Um pouquinho de solidão….

29 out

Tenho andado muito preocupado e meio pra baixo com a vida por esses dias, não sei ao certo o que tem me deixado assim, mas imagino que seja  a soma de vários fatores, tipo faculdade, onde minha notas não estão lá essas coisas e tenho milhões de trabalhos e artigos pra entregar em tão pouco tempo, são as contas que não param de chegar e eu sei que não vou ter dinheiro pra pagar, o estágio que vai me deixar maluco agora na semana que vem com o Evento do Ensino Médio, ainda tenho que fazer uma porrada de contatos, marcar visitas e organizar um monte de coisas, e ainda tem família, que sinto uma saudade quase mortal, família essa que deixei em Angra pra poder vir pra cá estudar e tentar ser uma pessoa um pouco melhor e mais bem sucedida, tem dias que choro tanto de saudades que parece que nunca mais irei vê-los novamente, mas uma olhada nas fotos dos meus pequenos (Maria Luisa e Mateus) e tudo isso se vai, mesmo que momentaneamente, ou então revejo pela milhonésima vez os videos que fiz deles no meu celular, o Meteus com seus dois únicos dentes na parte de baixo, sorrindo pra mim e dizendo “caaca” (caraca!), esse moleque é demais, com 9 meses já fala essas coisas!!! Aqui também tenho família, mas não são minhas crianças, nem minha irmã e mãe, amo todos os que estão aqui, mas de forma completamente diferente, não é como minha mãe por exemplo, que mesmo com mais de 100km de distância nos separando, percebe quando estou precisando conversar, desabafar…. uma das coisas que mais sinto falta é do colinho de mãe, do cafuné e do bolo de fubá (!!!). Ontem recebi uma notícia não muito agradável durante a manhã, notícia essa que me deixou muito preocupado, mas mais consciente de algumas coisas, que me faz repensar certas atitudes que tomamos na vida, coisas que sempre achamos ser uma grande bobagem e que nunca iremos passar por algo assim, bom, o que é? Acho melhor não dizer, não aqui, esse, além de um local de diversão e informação, é um canal de desabafo pra mim, mas tem certas coisas que devem ficar somente na nossa memória, sendo compartilhado apenas com algumas pessoas, mas não é nada tão grave que não tenha uma resolução final, mas pra mim é algo um pouco preocupante. O lance é que ainda não tive com quem conversar sobre isso, aliás, apenas meu grande amigo Mark Wolf está por dentro do assunto, e meu deu vários toques. Enfim, essa é a vida, acontece de tudo um pouco e não temos como fugir dos nossos próprios atos e decisões, apenas nós mesmos somos responsáveis por tudo! Caraca, esse telefone não pára de tocar!!!! Tem quase meia hora que estou escrevendo, isso aqui tá parecendo uma repartição pública!!! Bom, é isso…

Valeu

Anúncios

2 Respostas to “Um pouquinho de solidão….”

  1. Nina outubro 30, 2007 às 12:32 #

    Eu nunca vivi essa experiência de estar longe da família, acho que eu me adaptaria porque no meu dia-a-dia eu não vejo todas as pessoas da minha casa. Quando acordo não têm mais ninguém em casa, quando chego à noite, alguns já estão dormindo! Mas, faço idéia de como vc se sente, isso é uma fase, pode ter certeza de que vai passar!

  2. FafaH novembro 29, 2007 às 10:28 #

    Percebi que havia lido só a primeira página ontem…

    Amo-te!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: