Apenas mais um post….

22 fev

 

saudades.jpg

Quando eu fantasiava minha vida durante a faculdade sonhava com um pequeno apartamento em outra cidade, contas, faxina uma vez por semana e um trabalho tão exaustivo que não teria vontade nem de ver televisão de novo. Hoje estou na faculdade, realmente em outra cidade, mas o resto, não tenho, nem mesmo o trabalho exaustivo que me tiraria um dos meus maiores prazeres mundanos.

Finalmente quando me lembro da vida que tinha antes sinto uma enorme saudade, não só da rotina, mas principalmente da minha casa, minhas coisas e até mesmo dos problemas que tinha antes, problemas esses que hoje percebo, não eram nada comparado a minha vida atual, atribulada de ponta a ponta, mas o que fazer? É a vida! Não é?

Um pensamento que passou pela minha cabeça várias vezes durante essa transição Angra\Barra Mansa foi retornar pra casa, mas foi aí que eu percebi, não tenho mais casa lá, está alugada e o inquilino renovou o contrato com minha família por mais dois anos, foi aí que pensei: “Bom, posso alugar uma casa!”, mas foi quando me toquei: “Em Angra não vai dar, é o aluguel mais caro depois da Vieira Souto em Ipanema”. Porque tem que ser assim? Eu queria apenas um emprego, nem precisava de salário alto, apenas o suficiente pra ter meu canto, com as coisas feitas a minha maneira, porque se tem algo que me deixa frustrado é seguir regras de outras pessoas, e infelizmente é o que passo hoje, seguir regras, e não são minhas como sempre fui acostumado.

Mais frustrante ainda é perceber que sou um universitário, não sou uma estrela da comunicação social, mas estou dentro da média, e o fato de estar cursando o terceiro grau não me ajuda em nada. Quando eu estava no colegial achava que ter no currículo a frase “Universitário” abriria uma infinidade de portas, mas (sempre há um “mas”) é exatamente o inverso que está acontecendo. Até mesmo o Núcleo de Comunicação Social não continuou comigo, e olha que eu só atendia o telefone! (Nota – mais uma vez minha família está em guerra neste exato momento, e sempre na hora do almoço, sempre) Eu fazia de tudo no estágio, e quase tudo o que eu fazia não era minha responsabilidade, mas ao menos prestativo sempre fui, em todos os meus empregos os superiores exaltavam isso em mim, mas mesmo assim parece que não agradei, por mais que nós achemos que estamos fazendo tudo certo sempre tem alguém pra dizer o contrário. É como diz a velha frase: “É difícil agradar Gregos e Troianos”. Esse episódio em particular não me trouxe muita coisa boa, mas o contrário, trouxe mais frustração e desânimo, lá escutei coisas muito legais sobre quem eu sou para os demais, mas não daqueles que deveriam tê-lo feito.

Eu comecei a escrever esse post ontem (22/02/2008) e não tive tempo de terminá-lo por causa do horário da faculdade, recomecei hoje e claro, como não poderia deixar de ser, mal levantei da cama e o que recebo, um bom dia? Não, infelizmente não, mas sim um “porque você não desliga esse computador? Está gastando energia demais!” eu ainda tento argumentar, mas sei que todo o conhecimento do mundo faria o mesmo sentido que uma tempestade de sapos australianos. Eu sabia que minha presença incomodava, mas não esperava que fosse tanto, e esse é um dos motivos, se não o principal de eu querer ter minha própria vida. Ultimamente tudo tem me entristecido demais, e já é hora de fazer isso parar.

Sei que divaguei por seis longos parágrafos, mas escrever aqui é uma das poucas formas que tenho de desabafo, então, se tornei o seu tempo de leitura maçante demais peço desculpas, um dia chego lá! É como dizem, a prática leva a perfeição, ou ao menos a textos um pouco mais interessantes.

Anúncios

6 Respostas to “Apenas mais um post….”

  1. Ana Lua fevereiro 23, 2008 às 15:26 #

    Isso sempre acontece… mas são apenas provas , imagino, pelas quais temos que passar antes de receber o ‘prémio’.
    Bom te ver escrevendo de novo! Muitos e muitos beijos!

  2. viniciusjau fevereiro 25, 2008 às 12:04 #

    Cara esse lance de universitãrio era bom há uns 10 anos atrás rs….
    Eu tbm fazia comunicação.. mas tranquei…

  3. FafaH fevereiro 25, 2008 às 13:07 #

    Ow amor!!!
    Também me sinto assim, uma estranha dentro da minha própria casa, que já tem 22 anos, já morou sozinha, já teve um bom emprego (na questão salarial), já dividi uma vida com alguém, já tive um quintal e uma família própria (mesmo que canina). Hoje até meu filho minha mãe quer expulsar de casa, ela já não aguenta mais o Kiedis, às vezes nem eu, ele me trás lembranças de um tempo feliz, onde eu estava isolada do mundo, perdida naquele interior paulista, atendendo telefones, servindo mesas e ainda limpando a casa, mas me sentia realizada, amada e livre! Hoje é tudo diferente, devo satisfações, não tenho grana para ter minha própria casa e durmo só… Não consigo encontrar uma panela do tamanho que preciso, o tempero certo para aquele tipo de alimento e nem um pano de chão… Sempre sonhei em fazer faculdade em outra cidade também, tinha capacidade para ter entrado em uma federal e abandonei tudo para levar a vida que levei. Não me arrependi, sei que teria motivos para dizer que me arrependi (um dia te conto minha história), mas vivi bem, não me faltava nada de material ou emocional…
    Mas uma coisa foi bom nessa reviravolta que minha vida tomou… conheci você, o Marquinho, me reaproximei da Carmelinha e toda nossa galera que eu gosto tanto de estar próxima hoje em dia. Deus nunca nos fecha uma porta sem abrir uma janela, procure bem sua janela que ela está em algum lugar, você estava na minha janela e agradeço muito a Deus por isso! Te amo!

  4. Kika fevereiro 25, 2008 às 16:30 #

    o tempo q vc morava aki em angra era bom…
    + isso volta um dia, naum desanima naum…

    bjs…

  5. Tititi fevereiro 26, 2008 às 1:07 #

    Tb ando frustrada com muitas coisas. Por mais que esteja empregada, tb não alcancei aquele nível de reconhecimento e não recebo motivação pra continuar. Estamos tb vivendo coisas parecidas com nossas famílias… Enfim, as coisas poderiam estar piores, né? Temos que continuar…
    E não precisa me agradecer por nada não. Apoio é o mínimo que podia te oferecer, meu mais novo amigo.
    Que bom que gostou do lay e vou seguir seu conselho! A imagem principal está mesmo meio “branca”!
    Valeu!
    Ahhh, me passa por email a sua conta pra eu poder te mandar a grana do correio! Não vou deixar vc pagar por esse favor!!!
    Bjokas!

  6. Isa março 16, 2008 às 14:27 #

    vc tem quer parar de ser gay e morar no Rio cacete , um dia quem sabe , eu Bia e vc dividimos um apartamento hahahaahahhahhaahah pqp daria merda hahahaahaha beijocas e boa sorteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: