Nostalgia – Jogos de Tabuleiro

24 fev

Depois da invenção do botão o mundo mudou! Ninguém mais levantava da poltrona pra trocar de canal ou passar um tempinho no fogão fazendo uma pipoca. Esse botãozinho mudou tanto nossa maneira de viver que hoje somos uma população fora de forma e acima do peso, até nosso ritmo de vida mudou. Somos mais estressados, não temos mais tempo pra nada, e o tal botão só contribuiu pra isso.

Daqui um tempo vai ser esse aí quer irão apertar!

Botão do Pânico! Daqui um tempo vai ser esse aí quer irão apertar!

Agora, você deve estar se perguntando o porquê de tanta divagação sobre um simples botão. Eu explico.

Há poucos anos atrás, lá pelas décadas de 80 e 90, e quem foi criança e adolescente nesse tempo saberá do que estou falando, nós éramos muito mais “moleques” do que as crianças são hoje. Brincávamos na rua até tarde, vivíamos escorregando em gramados e barrancos, tomávamos da mesma água da mangueira que usávamos pra dar banho no cachorro e tudo estava bem. Nesse tempo ainda não tínhamos tantos aparelhos eletrônicos em casa como agora, no máximo uma TV comum, um estéreo e um VCR, que pra quem nunca ouviu falar são os velhos Vídeo Cassetes. Sendo assim, poucos botões pra nos tirar das brincadeiras de rua e nos colocar prostrados de frente a TV.

Nessas últimas férias tive um agradável Déjà vu sobre esse assunto. Logo que cheguei em Angra fui à casa do Cris, já esperando saber das novidades do PS2 ou dos nossos seriados, coisas que adoramos, e ao contrário do que eu imaginava não havia nada disso, e sim um monte de jogos de tabuleiro! Logo que vi já pensei, “essas férias vão ser um saco!”, mas que nada! Largamos de lado os então adorados botões e a tela da TV pra nos sentar num círculo em volta de um velho tabuleiro, marcado com os tradicionais peões coloridos que mais parecem cones com verrugas nas pontas. Havia muito tempo que não olhava pra um tabuleiro desses, como os do Jogo da Vida, Banco Imobiliário, Scotland Yard, dentre tantos outros. E as marcas então, Grow, Estrela… que saudades dos tempos em que elas faziam nossa alegria. Mas claro que os botões não nos deixaram assim tão fácil, afinal, se não fossem por eles eu não estaria aqui escrevendo esse texto num notebook sem ao menos ter um cabo de rede conectado, mas isso não vem ao caso agora.

jogos

O que importa mesmo é que há muito tempo eu não me divertia tanto! Passei dois meses em Angra e conto nos dedos a quantidade de vezes que trocamos os nostálgicos tabuleiros por novíssimos controles de XBOX 360 ou Playstations. E digo mais, não satisfeitos com a quantidade de jogos que já tínhamos compramos mais alguns, tantos outros vieram de casas de amigos onde permaneceram esquecidos em armários e debaixo de camas por tanto tempo.

Esses jogos nos fizeram lembrar tempos antigos, de quando ainda éramos crianças e não tínhamos botões em casa, e isso deu pano pra manga! Passamos noites falando sobre isso. Hoje, em qualquer casa, de qualquer cidade sempre iremos encontrar um bando de crianças que não só sabem usar um computador para jogar ou pesquisar como também têm capacidade para criar sites complexos, entendem uma montanha de comandos dos tais CS’s e Ragnaroks da vida, mas que nunca brincaram de pique na rua, não sabem o prazer de reunir os amigos pra uma partida de Queimado ou mesmo fazer uma pista de corrida na areia da praia pra ficar dando tecos com os dedos em tampas de garrafa, eu adorava uma Corrida de Tampinhas, passava horas fazendo a pista e mais horas nas tecadas, esquecia da vida, até que a mãe aparecia pra levar pra casa.

A infância das nossas crianças atualmente é baseada numa educação completamente eletrônica, tudo gira em torno de videogames e computadores, digo isso porque tenho três sobrinhos, e a mais velha adora o Orkut e o tal Buddypoke e agora está louca por um celular. Poxa, ela só tem seis anos! No meu tempo me contentava com um relógio Casio e um Pogoball! Tenho medo do que ainda vem pela frente, de como crescerão os nossos filhos e netos.

Anúncios

2 Respostas to “Nostalgia – Jogos de Tabuleiro”

  1. inconstantemente fevereiro 26, 2009 às 14:18 #

    Simplesmente adorava!!!
    Ainda tenho war, imagem e ação e banco imobiliário… quer jogar?

    Falando nisso, não existe crise, é o Chuck Norris jogando Banco Imobiliário

    hauhauahuahauh

    bjs!!!

  2. yama-kun outubro 3, 2009 às 17:47 #

    kkkkkkkkkkkkkkk

    pois eah não ha crise apenas o Chuck Norris jogando banco imobiliario

    bom eu não posso comentar mto sobre isso por que nasci perto da era dos video-games de cd’s ( ps-one , sega-saturno , drim cast ) eu brincava na rua e encasa e eu preferi em casa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: